Seminário Desporto na Europa: Media e Identidade realizado com sucesso

O CPES – Centro de Pesquisa e Estudos Sociais organizou no passado dia 9 de Maio, o Seminário “Desporto na Europa: Media e Identidades”, em parceria com o CIC-DIGITAL-Polo CICANT e o GT Jovens Investigadores da Sopcom. O evento contou com duas sessões: “Media e Desporto: abordagens e metodologias de investigação” e “Europa: Futebol, Media e Globalização”.

Na Sessão I, Daniel Cruzeiro do CIC-DIGITAL-Polo CICANT-ULHT, problematizou o atual cenário do jornalismo desportivo, propondo 10 questões a necessitar de ser debatidas, entre elas, o domínio do futebol sobre outras modalidades e a preponderância da imagem sobre a palavra nos jornais desportivos.

De seguida, os investigadores PhD do CPES-ULHT apresentaram diferentes abordagens e propostas metodológicas. Célia Gouveia centrou-se na análise das redes sociais, realçando o Twitter como a ferramenta mais interessante, devido aos seus dados serem abertos.

Fernando Borges evidenciou  como as entrevistas etnográficas são importantes para a investigação de práticas de grupos profissionais, nomeadamente o dos jornalistas.

Noemi Corrêa mostrou como se estrutura uma análise de conteúdo em jornais impressos num estudo sobre a relação de género dos jornalistas e a imagem das atletas veiculada.

Por fim, Luísa Anacleto apresentou uma estratégia metodológica para o estudo da mediatização do desporto paralímpico em Portugal e a imagem veiculada da pessoa com deficiência.

A Sessão II, contou  com a participação de dois conferencistas,  Salomé Marivoet, directora do CPES-ULHT, e William Gasparini, da Universidade de Estrasburgo e titular de uma cátedra Jean Monet, com a moderação de Carla Cardoso do CIC-DIGITAL-Polo CICANT-ULHT.

Na primeira conferência, intitulada “Futebol: Globalização do Espectáculo e Identidades”, Marivoet identificou os processos de construção social dos grandes eventos de futebol que dão expressão ao glocal e às identidades fortemente mediatizadas.

Na segunda conferência, intitulada “Football and Europe: Between Communities and Nations”, Gasparini colocou em evidência como o futebol é uma ferramenta fundamental para estudar o processo de construção de identidades na Europa.

Segundo defendeu, actualmente, a competição entre os países nas competições entre seleções, como o caso do  Euro, favorece a identificação local, enquanto os grandes clubes que disputam a Champions League favorecem uma ligação transnacional ligada a valores liberais.