Ana Cristina Martins

Contacto

ORCID

A2AS

Áreas de Interesse Académico e Científico

História da Ciência, História da Arqueologia. História dos Museus. História e Teoria do Património. História de Arte. Estudos de Género. História das Mulheres.

Nota Curricular

Bolseira de Pós-Doutoramento FCT, com o projeto ARCHAEOLOGY IN INNOVATION IN PORTUGAL IN TRANSITION: ACTORS, INSTITUTIONS AND PROJECTS (1958-1977), no Instituto de História Contemporânea – Grupo de Investigação Science, History Studies, Philosophy and Scientific Culture (CEHFCi – Universidade de Évora), da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (desde 2015). Doutoramento em História (2006) pela Universidade de Lisboa, Mestrado em Arte, Património e Teoria do Restauro (2000) e licenciatura em História, variante Arqueologia, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1994). Investigadora do Instituto de Investigação Científica Tropical (2008-2014). Integrou e integra projetos nacionais e internacionais. Possui várias publicações sobre a história do pensamento arqueológico, museus e património. É membro de associações científicas nacionais e internacionais. Presidente da Secção de Arqueologia da Sociedade de Geografia de Lisboa. Vice-Presidente da Assembleia Geral da Associação dos Arqueólogos Portugueses.

Principais Publicações

  • Martins, A. C. (2016). Francisco Tavares Proença Júnior (1883-1916) e a arqueologia em Castelo Branco na viragem para o século xx: textos, contextos e (des)venturas. In 100 anos de arqueologia em Castelo Branco (no prelo). Castelo Branco: Sociedade Grupo de Amigos do Museu Francisco Tavares Proença Júnior.
  • Martins, A. C. (2016). Mission’ modernize! Portuguese archaeology in the 1960s (a preamble). In G. Deley; M. Díaz-Andreu; F. Djindjian; V. M. Fernández; A. Guidiand & M.-A. Kaeser (eds.), History of archaeology: international perspectives. Proceedings of the XVII UISPP World Congress (pp. 179-186). Oxford: Archaeopress Publishing.
  • Martins, A. C. (2016). The ‘Generation Tagus’ in archaeology in Portugal: transition, innovation or ‘revolution’?. In G. Deley; M. Díaz-Andreu; F. Djindjian; V. M. Fernández; A. Guidiand & M.-A. Kaeser (eds.), History of archaeology: international perspectives. Proceedings of the XVII UISPP World Congress. Vol. 11 / Sessions A8b, A4a and A8a  (pp. 91-98). Oxford: Archaeopress Publishing.
  • Conde, P., Martins, A. C. & Senna-Martinez, J. C. (2016). Archaeological connections: Tracking and tracing international relations through Portuguese colonialism. In G. Deley; M. Díaz-Andreu; F. Djindjian; V. M. Fernández; A. Guidiand & M.-A. Kaeser (eds.), History of archaeology: international perspectives. Proceedings of the XVII UISPP World Congress. Vol. 11 / Sessions A8b, A4a and A8a (pp. 51-62). Oxford: Archaeopress Publishing.
  • Conde, P.; Martins, A. C. & Senna-Martinez, J. C. (2016). Arqueologia em contexto colonial. Moçambique e Angola entre a indiferença e a internacionalização. In I. Malaquias, A. Andrade, V. Bonifácio e H. Malonek (eds.), Perspetivas sobre Construir Ciência – Construir o Mundo (pp. 301-310). Aveiro: Universidade de Aveiro.

Principais Projectos de Investigação

  • PROMEMICI – ACTORS AND MEMORIES OF THE ‘SCIENTIFIC MISSIONS’. ARCHAEOLOGY AND THE PORTUGUESE COLONIAL AGENDA. PTDC/IVC-HFC/5017/2012, IICT-Instituto de Investigação Científica Tropical. Investigadora Responsável (desde 2016).
  • MAERUA – MOTIVAÇÕES E RESULTADOS DA 1.ª MISSÃO BOTÂNICA DE MOÇAMBIQUE (1942-1948). FCT HC/0046/2009, IICT-Instituto de Investigação Científica Tropical. Responsável pela atividade de reconstituição histórico-patrimonial da missão (2010-2013)
  • CONHECIMENTO E VISÃO: FOTOGRAFIA NO ARQUIVO E NO MUSEU COLONIAL PORTUGUÊS (1850-1950). FCT HIS/112198/2009, ICS-Instituto de Ciências Sociais. Integrou a equipa de investigadores (2011-2014).
  • UNA ARQUEOLOGÍA SIN FRONTERAS: LOS CONTACTOS INTERNACIONALES DE LA ARQUEOLOGÍA ESPAÑOLA EN EL SIGLO XX. Proyecto de investigación MINECO-Ministerio de Economía y Competitividad, Plan Nacional I+D+i, nº ref. HAR2012-33403. Universitat de Barcelona, Facultat de Geografia i Història. Integrou a equipa de investigadores; Investigadora responsável: Margarita Díaz-Andreu (2013-2016).
  • PAISAJES SIMBÓLICOS Y ESPACIOS PRODUCTIVOS EN LOS PROCESOS DE JERARQUIZACIÓN DEL SURESTE PENINSULAR DURANTE LA EDAD DE HIERRO. Proyecto de investigación MINECO-Ministerio de Economía y Competitividad, Plan Nacional I+D+i, nº ref. HAR2012- -36884, CSIC-Consejo Superior de Investigaciones Científicas. Integrou a equipa de investigadores; Investigadora responsável: Susana González Reyero (2013-2015).